Olá, Poderosas!

As aulas já começaram! E pra quem tem filho na escola, sempre fica a dúvida na hora de montar a lancheira, não é mesmo? Bom, eu não vou negar, sempre fui adepta da alimentação saudável e pratico isso aqui em casa com meus filhos. Meu filho de 12 anos, por exemplo, nunca bebeu refrigerante e prefere água a sucos naturais, apesar de beber sucos naturais.

Todos me perguntam como foi que eu consegui essa façanha! Bom, acho que a resposta está na educação alimentar que damos desde cedo aos nossos pequenos. Aqui em casa, sempre faço sucos naturais e não compro refrigerante ou sucos industrializados. Somente quando tem alguma reunião aqui em casa é que compro estes produtos. Afinal de contas, cada um é cada um, não é mesmo? Para facilitar minha vida, compro polpa de fruta por mês (já peço em grande quantidade direto na empresa especializada em venda de polpas de frutas) e bato no liquidificador para fazer o suco na hora das refeições. Quando estou com mais tempo, faço o suco da fruta mesmo, mas esta opção da polpa é super prática.

Outra prática que adquiri aqui em casa é com relação às bolachas recheadas. Não compro. Eu sei que fazem mal para nossa saúde, então não compro. Meu filho mais velho cresceu comendo este tipo de guloseima quase somente quando ia à casa de coleguinhas ou dos avós. Na verdade, ele não sentia falta destes alimentos, uma vez que eu fazia substituição por alimentos mais saudáveis. Os salgadinhos, por exemplo, não compro também. Aí ele se acostumou a não comer estas guloseimas sempre. Com minha filha de um ano e oito meses, estou fazendo da mesma forma.

Eu sei que vão ter pessoas que vão torcer o nariz e dizer que sou autoritária e que não posso criar meus filhos assim, afinal de contas, são crianças e precisam comer bobagens! Não penso assim, nunca proibi meu filho, somente não incentivava o consumo destes alimentos. Hoje, ele já está mais crescido e faz suas próprias escolhas, mas aprendeu, desde cedo, a alimentar-se de maneira mais saudável, então, já opta por alimentos assim na hora de fazer suas refeições. Acredito que levar, às vezes, uma guloseima não é problema, desde que se tenha uma rotina diária alimentar saudável.

E, partindo deste princípio de que se a criança aprender a comer de forma correta e saudável, ela vai levar este aprendizado para a vida toda, segue um exemplo de cardápio saudável para a lancheira de seu filho.

SEGUNDA: 1 maçã + ½ sanduíche de queijo muçarela + água de coco

TERÇA: 1 pera + 3 bolachas integrais sem recheio + chá

QUARTA: 1 pote de iogurte de frutas + 3 colheres sopa de cereal matinal +  ½ sanduíche de queijo muçarela (pão integral) + água de coco

QUINTA: 1 banana + 1 barra de cereal + 1 copo de suco natural de uva + 3 bolachas integrais sem recheio

SEXTA: salada de frutas (pode ser: laranja, maçã, banana e mamão) + 1 copo de iogurte natural + castanhas de caju sem sal.

O lanche escolar ideal possui:

Resultado de imagem para cardápio saudável lancheira infantil

Pode ser que seu filho não consiga comer tudo o que mande ou que não coma uma coisa ou outra no início, mas com o passar do tempo, ele vai se acostumando e gostando desta nova alimentação.

Espero que tenham gostado das dicas!

Beijos!

 

 

 

Deixe um comentário!